domingo, 10 de abril de 2011

Paródia da Canção do Exílio

MUNDO REAL

Minha cidade está uum caos,
de ônibus não dá pra andar
é um empurra-empurra
e a pasagem não para de aumentar.

Nas ruas não dá pra andar
é assalto aqui, é assalto lá
é uma violência que não para de aumentar.

A poluição é tão grande
que nem dá pra respirar,
é o nosso próprio lixo
que está difícil de aguentar.

Nossa natureza era tão linda
e nós decidimos cortar,
está tudo desmoronando
e tem muita gente ficando sem lar.

Muita gente usando drogas
para os problemas se livrar,
mas o que eles não sabem
que estão suas vidas piorar.

Que saudades daquele tempo
que não vai voltar,
aonde nossas crianças
eram livres para brincar.

Paródia produzida pelos alunos do 2° ano "D"
Amilton e Lucas

quarta-feira, 6 de abril de 2011

quinta-feira, 10 de março de 2011

O Livro

Amigo
Silencioso, quieto
Cheio de surpresas e caminhos.
Querido
Por quem gosta de desvendar
Diferentes mundos e mistérios.
Sentido
Com o descaso de alguns
Indiferentes ao seu saber.
Ferido
Pelo abandono de quem
O julga dispensável.
Colhido
Como rosa bonita e perfumada
No jardim da sabedoria.
Oferecido
Como pérola rara
A ser apreciada.
Livro
Em tuas entranhas
Há uma estrada ensolarada.